CUT volta atrás e pede diálogo com Bolsonaro

POLÍTICA BRASIL

Após dizer que não reconheceria o governo de Jair Bolsonaro, o presidente da CUT pediu desculpas e agora quer “negociar os interesses dos trabalhadores” com o futuro presidente.

No dia 14 de novembro, o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, gravou uma mensagem na porta da cadeia de Lula.

No vídeo, conforme noticiou a Renova, o líder da CUT ameaçou:

Deixe uma resposta