Enquanto Marco Aurélio Mello tentava soltar 170 mil bandidos, Lewandowski obriga governo a pagar reajuste de servidores federais em 2019

ABSURDOS STF

É quase impossível ignorar a sensação de que o Brasil possa ter testemunhado uma vergonhosa manobra orquestrada entre ministros do Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira, 19.

Enquanto o ministro Marco Aurélio Mello anunciava uma decisão liminar que poderia ensejar a soltura de 169 mil presos no país, uma “afronta à segurança pública e a ordem pública” segundo a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, outro ministro do STF aprontava das suas sem chamar a atenção da sociedade.

Em qualquer país do mundo, a decisão de um ministro do Supremo de soltar cerca de 170 mil criminosos seria considerada absurda. E é. É tão absurda que ninguém se deu conta de que a decisão liminar e monocrática não tinha a menor chance de prosperar.

Deixe uma resposta