Gleisi pede prisão da juíza que negou a soltura imediata de Lula

ABSURDOS MANIFESTAÇÕES POLÍTICA BRASIL STF

Enquanto celebra a liminar que pode colocar na rua milhares de criminosos, a petista Gleisi Hoffmann defende a prisão da juíza Carolina Lebbos por não soltar Lula imediatamente.

Em decisão na noite desta quarta-feira (19), a magistrada Carolina Lebbos negou a soltura imediata de Lula e registrou que vai esperar a publicação oficial da liminar do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ela também deu dois dias para o Ministério Público Federal (STF) se manifestar “em homenagem ao contraditório”, conforme noticiou a Renova.

As ações da magistrada deixaram algumas lideranças petistas indignadas. 

Em mensagem no Twitter, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, disse que a decisão de Lebbos é uma afronta à Suprema Corte:

Deixe uma resposta