Janaína rebate nota do PT: ‘Assustador que ainda ocupem cargos de poder’

ABSURDOS POLÍTICA BRASIL

Contrariado com a decisão do presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, que impediu o ministro Marco Aurélio de soltar todos os presos condenados em segunda instância, o PT, em nota assinada por sua Executiva, atacou o Ministério Público, o Judiciário e o Exército, acusando todos de participarem de um “motim judicial”. Na imaginação do partido, “Temos hoje dois sistemas judiciais: um que existe para garantir os direitos – e até para se omitir – diante de corruptos, corruptores e amigos do poder, e outro que existe para negar os direitos de Lula, atuando como verdadeiros carrascos do maior líder político e popular do país”. A nota faz ainda ataques diretos ao Ministério Público, à ministra Carmen Lucia, ao futuro ministro Sérgio Moro, à Procuradora-Geral da República Raquel Dodge, à juíza federal Carolina Lebbos e ao comandante do Exército, general Villas Bôas. 

Deixe uma resposta