Justiça condena futuro ministro Ricardo Salles por improbidade

CORRUPÇÃO

A 3ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo condenou, nesta quarta-feira (19), o futuro ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, por improbidade administrativa.

Em sua decisão, o juiz José Martins Seabra impôs a suspensão dos direitos políticos de Ricardo Salles por três anos e pagamento de multa civil em valor equivalente a dez vezes a remuneração mensal recebida no cargo de secretário.

Deixe uma resposta