O abraço do petista no terrorista. Veja quem garantiu a permanência de Cesare Battisti no Brasil

ABSURDOS POLÍTICA BRASIL

O ex-ministro da Justiça Tarso Genro, responsável por conceder refúgio político a Cesare Battisti em 2009, foi um dos primeiros a chiar com a decisão do  presidente Michel Temer em assinar a extradição do do terrorista italiano.

Em entrevista ao Estadão, o petista afirmou que que a extradição é um acordo político entre dois governos de extrema direita, referindo-se ao futuro governo brasileiro e ao governo italiano, e não é uma decisão jurídica.

Tarso Genro mente. Na verdade, o presidente Michel Temer vem tentando extraditar o terrorista há anos, mas foi impedido por uma decisão do ministro do STF, Luiz Fuz, que alegou ter dúvidas sobre a autoridade de um presidente da República rever uma decisão do ex-presidente Lula, de 2010. Esta semana, Fux reconheceu que ‘atrapalhou’ Temer de extraditar o terrorista e determinou que Battisti fosse preso para ser extraditado. Temer não demorou 24 horas para assinar o decreto de extradição do terrorista. Curiosamente, a decisão de Fux foi noticiada no Jornal Nacional desta quinta-feira, 13, antes da Polícia Federal colocar as mãos no italiano, que se encontra foragido. Veja o  vídeo…

Deixe uma resposta